A importância do planejamento da qualidade para a sua organização

Por 28 de agosto de 2018junho 17th, 2020Gestão da Qualidade, Melhoria Contínua
A importância do planejamento da qualidade

Ter um produto ou serviço de qualidade é o básico para qualquer negócio existir. Porém, por mais que as matérias-primas sejam boas e os funcionários qualificados, experientes e motivados, um resultado de qualidade não acontece por acidente. Por isso, especialmente em médias e grandes empresas que têm processos complexos, a importância do planejamento da qualidade é fundamental.

Porque SGQ é tão importante?

A importância da qualidade de um produto ou serviço é inquestionável. Para que qualquer empresa cresça, ou mesmo se mantenha, é preciso garantir que os envolvidos estão satisfeitos e tem as suas necessidades atendidas, e de preferência, superadas.
Em grandes ou médias empresas, em que muitas partes contribuem para o sucesso do todo, é preciso ter um planejamento de SGQ, Sistema de Gestão de Qualidade, bem definido de modo a garantir que as metas estão sendo cumpridas.
Isso porque, essa prática irá fazer uma constante busca por garantir que os processos estão de acordo com as expectativas da organização em relação ao seu desempenho futuro.

O planejamento da qualidade

É por causa do futuro que surge a necessidade do planejamento da qualidade. Qualquer processo, de qualquer empresa, demanda uma série de ações e decisões por parte de todos os envolvidos, fazendo que seja necessária uma grande disciplina e uma organização para que todos cumpram a sua função.
Isso surge a partir do planejamento. Afinal, a maneira mais eficiente de trabalhar é se cada um souber o seu papel de antemão.
Para isso são precisos alguns componentes básicos:
O primeiro é estabelecer uma série de objetivos de qualidade. Alguns mais imediatos, outros com foco ao longo do processo de produção. Com isso, as metas, que estão alinhadas com o controle estratégico da empresa, garantem que ambos caminhem em conjunto e que a cada passo do processo a qualidade se mantém alta.

Isso também ajuda a encontrar “gargalos” na produção. Se em algum momento uma meta de qualidade não foi alcançada, ela pode ser isolada e estudada, para encontrar opções para melhorar essa etapa.
Após estabelecer as metas, é importante destacar um grupo para fazer o controle sobre todo o processo. Esse é o segundo componente. O controle do planejamento de qualidade é fundamental para garantir que ele caminhe rumo aos objetivos.

Além disso, é importante sempre focar em outro componente básico: A comunicação. Um SGQ pode ser um pouco mal recebido pelos funcionários, já que ele irá interferir mais diretamente no seu trabalho, e supervisioná-lo. Se essa percepção for muito negativa, sua produtividade pode ser afetada.
A melhor forma de lidar com isso é através da comunicação. É preciso deixar claro que o planejamento de SGQ está lá para facilitar a sua vida e garantir que o processo seja o melhor possível, o que beneficia a todos. A mensagem não pode ser que o funcionário está sendo “vigiado”, mas sim, que ele está sendo apoiado.

Estabelecendo o SGQ na cultura da empresa

Com esses componentes, o planejamento de SGQ cumpre o seu principal papel, estabelecer a cultura de qualidade por toda a empresa. Isso porque esse controle não pode caber apenas a um grupo de pessoas ou a um gerente.
Os especialistas podem supervisionar, estabelecer metas e as melhores práticas, mas para que a organização tenha sucesso, o comprometimento com o planejamento da qualidade precisa ser de todos os funcionários.