DocTalk #06: ONA como um diferencial competitivo

Por 29 de junho de 2020julho 1st, 2020DocTalk
Ona como um diferencial competitivo

“ONA como um diferencial competitivo” foi o tema da sexta edição do bate-papo ao vivo DocTalk, transmitido pelo canal canal da Docnix no YouTube. A conversa foi conduzida pelo Diogo Sena, gestor da qualidade e gerente de relacionamento da Docnix. Nesta edição, a convidada especialista foi Gilvane Lolato, MBA em Gestão e Saúde, Gerente de Educação da ONA e Fellowship ISQua

O cenário atual coloca em destaque as ações do Sistema de Saúde Brasileiro, em meio a uma pandemia as esperanças ou, falta delas, se concentram nos serviços que as organizações de saúde tem prestado, sobretudo no que tange a qualidade. Dessa forma, a acreditação se mostra um grande diferencial, não só competitivo, mas também em relação às necessidades que um país que enfrenta uma pandemia exige.

História da ONA

A ONA, Organização Nacional de Acreditação, foi fundada em 1999 no Brasil, em um contexto em que ainda se falava pouco sobre qualidade e acreditação. O primeiro manual foi elaborado em 1998, antes da criação da ONA, baseado no manual original da OPAS e nas metodologias internacionais existentes. A implantação teste deste manual em 17 hospitais pelo Brasil, provou a necessidade de se ter um sistema nacional de acreditação. 

A Acreditação

O objetivo da ONA é de incentivar o aprimoramento da gestão e da qualidade  no setor saúde, através do sistema de acreditação. Ou seja, tem o propósito de ajudar no aperfeiçoamento das organizações de Saúde por todo território Brasileiro. A acreditação não é obrigatória e necessita da iniciativa das organizaçõe para ser realizada a acreditação. 

“A acreditação traz um estímulo para a organização de saúde, em relação ao crescimento, desenvolvimento e estratégia.”

Gilvane Lolato

Gilvane Lolato, alerta os profissionais da tomada de decisão, que tem o interesse de buscar a ONA apenas com o objetivo de um certificado de parede ou puramente como um status para as organizações, que este não é o caminho ideal. Mas, é necessário que esses indivíduos tenham um propósito claro do que é buscar a acreditação, pois ela traz mudanças grandiosas dentro das organizações.

Daniel Sena, que já acompanhou alguns processos de acreditação afirma os efeitos positivos desse processo e conta como é perceptível a evolução no controle de gestão, na análise de dados e o aprofundamento em um nível mais estratégico nas organizações que buscam a certificação. 

Para saber mais sobre a ONA e como ela atua como um diferencial nas organizações de saúde, assista a edição do Doctalk na íntegra: