Qualquer tipo de indústria precisa se atentar na parte da logística, neste artigo vamos falar sobre os desafios logístico para a indústria farmacêutica.

Afinal, esse é o processo responsável pela organização do fluxo de pessoas, de informações e de materiais, deixando essa questão de lado, não é possível alcançar qualquer serviço com eficiência. 

A indústria farmacêutica lida com desafios logísticos, pois a necessidade de medicamentos aumenta em todas as regiões do país. Desta forma, o sistema de transporte e de armazenamento acabou sendo deixado de lado. 

Sendo assim, é o momento de o segmento melhorar a margem de lucro e não perder a praticidade de seu serviço, logo é importante entender melhor sobre esses obstáculos e como podem ser superados. 

Quer saber mais sobre este assunto? Continue acompanhando esse texto atentamente. Boa leitura! 

1: Seguir os padrões estabelecidos pela Anvisa 

Certamente, garantir que os padrões de qualidade definidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sejam seguidos é um dos principais desafios logísticos para a indústria farmacêutica. 

Esse é o órgão do Governo Federal que fica com a responsabilidade de fiscalizar o segmento e de regular qualquer serviço do mercado de remédios. 

Sendo assim, a área farmacêutica precisa assegurar algumas imposições específicas da Anvisa para a preparação de medicamentos. 

Entre elas são possíveis evidenciar: 

2: Diferentes espaços para manutenção de medicamentos 

Um dos principais desafios logísticos para a indústria farmacêutica é o momento que alguns medicamentos chegam até o armazém da empresa responsável pela distribuição sem ter embalagem própria. 

É importante que a área em que esses remédios vão ficar tenha excelente espaço estrutural, pois, é necessário separar e embalar esses medicamentos de forma adequada. 

Não é uma necessidade que pode ser ignorada, portanto, para conseguir passar tranquilamente por esse desafio é importante contar com galpões logísticos, consequentemente, é encurtado a distância entre o empreendimento e o seu estoque. 

Ademais, o galpão permite que essa tarefa seja concluída em um ambiente grande e que também atenda tudo aquilo que é definido pela Anvisa. 

desafios logístico para a indústria farmacêutica

3: Capacitação adequada dos colaboradores 

Não há dúvidas de que esse segmento é extremamente específico, portanto, a indústria farmacêutica exige profissionais qualificados e que estejam cientes de todos os protocolos.

Isso se dá, pois, há cuidados indispensáveis no processo de armazenamento e de entrega de medicamentos, são questões que vão manter a integridade de determinado produto. 

Algumas ponderações essenciais são: 

Isso significa que o desenvolvimento desses serviços só é possível quando o colaborador passou por excelente treinamento. 

Só é possível superar um dos principais desafios logísticos da indústria farmacêutica quando a qualificação do profissional tenha sido excelente, assim acaba sendo evitado danos aos medicamentos, seja no processo de transporte, seja na hora do armazenamento. 

4: Automatização 

Outro desafio recorrente para a indústria farmacêutica quando o assunto é logística é a questão da automatização. 

É essencial entender que esse segmento precisa de procedimentos otimizados, que sejam capazes de acompanhar as entregas e o escoamento dos medicamentos. 

Uma ótima maneira de solucionar esse tipo de problema é buscar por sistemas tecnológicos modernos que sejam capazes de conseguir a otimização necessária. 

Esses tipos de recursos conseguem integrar as diferentes áreas da empresa responsável pela logística, assim como também da indústria farmacêutica, consequentemente, o controle das etapas é facilitado. 

5: Aquisição das licenças 

Entre os principais desafios logísticos para a indústria farmacêutica está a obtenção de licenças que são entregues por órgãos competentes. 

Ou seja, para que as atividades sejam executadas, a empresa precisa ter essas licenças em mãos e também será necessário se enquadrar nas operações de transporte, o que vai promover alguns gastos. 

6: Necessidade de flexibilização 

Outra questão que deve ser apontada e que também é um desafio que precisa ser enfrentado é a flexibilidade da indústria farmacêutica. 

Esse segmento é responsável pela fabricação de produtos que são usados para a manutenção da saúde de toda população brasileira, portanto, o processo de entrega precisa seguir as exigências da Anvisa, como já explicado. 

Só será possível que o setor logístico supere essa questão quando é realizado investimentos em recursos e procedimentos que vão facilitar a flexibilidade de entregas, assim como também, dos processos internos. 

7: Integração 

A falta de integração está entre os principais desafios logísticos para a indústria farmacêutica e também de diferentes segmentos, em algumas ocasiões é algo pequeno e pode ser resolvido com bastante facilidade. 

Contudo, em outros momentos, acontecem grandes problemas que acabam prejudicando a relação entre a área farmacêutica e a empresa de logística. 

O desafio só é superado quando toda estrutura de atendimento às necessidades da indústria farmacêutica é adequada pele setor de logística, essa área fica com a responsabilidade de encontrar respostas para diferentes questões e de adequar o seu negócio para o atendimento de demandas do setor. 

Cuidados no transporte 

O transporte também está entre os principais desafios logísticos da indústria farmacêutica.

É preciso disponibilizar entregas rápidas ou em pequenos pedidos. Afinal, os medicamentos precisam chegar aos pacientes em tempo hábil e em boas condições. 

As más condições de transporte e armazenamento podem prejudicar os produtos, devido à influência de fatores externos, como luz, calor, umidade e o contato com contaminantes.  

A maioria dos produtos farmacêuticos devem ser armazenados e transportados em temperaturas que variam entre -150º até 25º para conservar a sua efetividade.

Além disso, devem ser cumpridos procedimentos estritos de limpeza e controle de pragas e umidade. 

Monitoramento dos produtos 

Para evitar que os medicamentos sofram danos ao longo do transporte, é necessário realizar um acompanhamento rigoroso dos produtos desde a saída da indústria até o destino final. 

A tecnologia RFID permite a identificação individual do produto, a localização do mesmo ao longo de toda a cadeia logística e a monitorização das características de armazenamento.

Desse modo, é possível simplificar processos, reduzir custos e potencializar resultados. 

Armazenamento adequado 

Os locais de armazenamento devem ser devidamente higienizados e receber iluminação e ventilação adequada para receber os medicamentos e outros produtos. 

As áreas de armazenamento devem ser projetadas ou adaptadas para assegurar as condições ideais de estocagem e para possibilitar o estoque ordenado de matérias-primas e produtos.

Elas também devem ser limpas, secas e mantidas em temperaturas e níveis de umidade compatíveis com os materiais armazenados.  

Além disso, o armazenamento deve permitir a segregação de lotes e rotação do estoque, obedecendo à regra primeiro que expira, primeiro que sai.

A logística nos tempos de Corona Vírus

No dia 26 de fevereiro era confirmado o primeiro caso do novo Corona vírus no Brasil. 

O estado de alerta presente em outros países com casos diagnosticados passou a fazer parte não só do cotidiano dos brasileiros, mas principalmente das grandes e pequenas empresas. 

De lá pra cá, uma série de medidas foram tomadas, a nível federal, estadual e municipal. 

Todos as áreas e setores, como da saúde, segurança e meios de comunicação se mobilizaram diante do que agora vemos como uma pandemia global. 

O vírus Covid-19 é de rápido contágio, principalmente em situações de aglomeração. 

Portanto, a primeira ação em massa foi a de isolamento social voluntário, passando a ser lei a não abertura de instituições de ensino e estabelecimentos comerciais considerados não essenciais. 

Os serviços básicos como farmácias, supermercados e padarias continuaram abertos, afinal, mesmo em isolamento as pessoas precisam de alimentos, de produtos de higiene e cuidado pessoal para sobreviverem. 

E para que todos esses produtos estejam disponíveis aos consumidores, a cadeia de logística precisa estar funcionando. 

Atualmente, o Brasil ocupa o top 5 de maiores malhas rodoviárias do mundo e, consequentemente, o número de operações logísticas com grande quantidade de mercadorias por quilômetros rodado é elevado. 

Logística no cenário de crise

O sistema de logística, principalmente o de transporte rodoviário de cargas, é fundamental para o funcionamento da economia neste momento.

Se esse setor para, é certo a declaração de calamidade pública, como aconteceu em 2018, ano em que o Brasil parou por dez dias devido à greve dos caminhoneiros.

No entanto, apesar da crise e queda no fluxo de clientes no varejo, a crise provocou um aumento de compras por meio da internet, principalmente nas categorias de alimentos, bebidas, higiene e saúde.

O medo pela falta de mantimentos, fez com que a população corresse para os mercados deixando as prateleiras vazias, antes abarrotadas de itens como álcool em gel e papel higiênico.

desafios logístico para a indústria farmacêutica

Desafios e tendências da gestão de riscos e logística na pandemia

Apesar da instabilidade e incertezas do momento, este é um cenário que oferece oportunidades únicas para as organizações do setor desenvolverem operações para atuar nos meios digitais.

Mais do que nunca, a necessidade de estar à frente, dominando o mercado virtual e adotando as características de uma Indústria 4.0, foi notada pelas empresas de todo o país.

A busca pela indústria 4.0 na logística teve um crescimento considerável na última década, mas é neste momento em que o setor percebe a importância de processos de produção inteligentes por meio das tecnologias.

Dessa forma, a saída para o segmento logístico é aproveitar a tecnologia 4.0 a seu favor para melhor atender a demanda em tempos de crise, tornando seu serviço mais ágil, eficiente e lucrativo.

A tendência é a de que se invista cada vez mais em automatização aumentando a produtividade e tornando as operações cada vez mais eficientes.

Personalizar e diminuir os desafios logístico para a indústria farmacêutica

Em um mercado cada vez mais exigente como o brasileiro, em que tanto a eficácia na gestão do estoque e do abastecimento são essenciais, as indústrias farmacêuticas devem apostar em serviços que aumentem a competitividade e eficiência do setor.

O que também envolve todas as etapas da cadeia logística, principalmente em relação ao transporte dos produtos.

A armazenagem dos medicamentos é um processo que exige uma gestão qualificada para que não implique em elevação de custos logísticos para as empresas, ao mesmo tempo em que o transporte dos produtos precisa contar com controle de temperatura e outros cuidados para evitar riscos à saúde do consumidor.

Sendo assim, é indispensável que o transporte seja feito de forma eficaz e personalizada.

Softwares de gestão

A informatização auxilia nas tomadas de decisão e torna os processos mais ágeis e eficientes.

Por isso, os softwares de gestão devem estar presentes em todo o setor farmacêutico, seja na parte industrial, na área comercial, no departamento financeiro ou no setor fiscal.

Eles permitem controlar o recebimento das mercadorias, a validade delas, bem como a qualidade do lote.

É preciso superar os desafios! 

Ainda que o Brasil se encontre em um momento de crise econômica, a indústria farmacêutica se mantém estável em tempos de instabilidade, portanto, cabe às empresas responsáveis por logísticas buscarem por soluções para lidar com esses desafios. 

Embora haja altos gastos para adequação das exigências legais, aqueles que conseguem adequar às necessidades das empresas de medicamentos acabam ganhando destaque no mercado e conquistam maior número de consumidores. 

Afinal como foi dito neste artigo os desafios não são poucos e muito menos simples.

A necessidade de seguir essas regulamentações não é opcional é obrigatória para que a empresa atue de forma correta no mercado. 

Principalmente em um mercado em que envolve grande concorrência e atenção a cada detalhe para que os consumidores não sofram algum tipo de risco a saúde. 

Gostou do artigo? Agora é a hora de conhecer a nossa página de demonstração para aproveitar todos os benefícios que podemos proporcionar para você! 

 

 

Jorge Pimenta

Copywriter, Coordenador de Marketing e Comunicação, em busca de um Brasil com mais qualidade #P1BMQ.

17.11.2021 | anvisa | Auditoria | Documentos e Registros | indústria 4.0 | indústria farmacêutica | logística | Melhoria Contínua

posts relacionados